domingo, 25 de janeiro de 2009

Mulher de Malandro

Quem disse que não da pra ficar pior, quando as coisas não vão bem? Eu não sei, mas quem disse é um puta otimista... Eu evito falar que não dá pra ficar pior. Por quê? Acreditem, dá. E parece que quanto mais se fala, pior vai ficando (é, totalmente o contrário). Mas quem disse que não sou otimista? Acredito que todos os problemas têm solução. Nesse caso, o problema se chama segunda divisão. Eu vi, e muita gente também, que grandes voltaram, conseguiram resolver o tal problema. Mas eu me pergunto: por quê tinha que acontecer logo com o Vasco? É meu amigo, pimenta no traseiro dos outros é um grande refresco, mas no nosso... ui. Vai ver é muito Flamenguista desenjando que o Vasco se f...da. Não importa. Não vou falar de Flamengo ou de flamenguista, irei comentar sobre Cruzmaltinos e o Gigante.

Vasco. É um clube que a gente ama. Compra ingresso, camisa, bola, caneca, bandeira, aquelas buzinas que tocam o hino do time e instala no carro, adesivos, DVD's, CD's, faz tatuagem, compra título de sócio (nem que seja pra ter um pedaço de azulejo do banheiro masculino de São Januário), fazemos tudo porque simplesmente amamos um Clube de Futebol, e somos tratados como mulheres de malandro. Ficamos tristes, putos da vida, sofremos, choramos, aguentamos zuação do rival, praticamente morremos. Mas nunca pensamos em desistir ou abandonar o time. Parece que gostamos de apanhar. Parece? Bem, pelo o que vi e o que sinto, só parece. O que nos faz continuar com o time é o amor. Acho que falo por todos os vascaínos que, na atual fase, nunca iremos te deixar, Vasco da Gama. Porque a paixão nacional, seguida da bunda, são os clubes, os times de futebol. E eu falo que amo meu time, que nunca vou deixar (nem sei cair pra série C), como qualquer outro torcedor de outro time falaria.

Entretanto, tudo tem limites. Depois dessa derrota boba para o Americano o time acabaou com a minha (e de todos) paciência. "PORRA!" - eu falei quando sofremos o segundo gol. Se continuar assim, Série C está de portas abertas. Vamos abrir o olho para as posições dentro de campo. Acredito, eu, que tomamos dois gols por erro da defesa (e quem disse que estou surpreso?), mas foi o primeiro jogo. O Carioca vai servir para ir consertando os erros. Ganhar carioca não é lei para mime acho que nem para o Vasco. Ganhar Copa do Brasil é importante, e bota importante nisso, mas também não é o objetivo do clube. Subir para série A, nem preciso dizer muita coisa né, o ano vai ser completamente dedicado a isso... To feliz com o time que foi montado. É bom, porém tenho medo do Carlos Alberto. Mas tudo vai dar certo com o tempo. O grupo vai se entrosar e as consequencias serão títulos, uma volta por cima e muita felicidade para nós, vascaínos apaixonados por um malandro que gosta de nos emocionar, e para o grande Gigante da Colina.

4 comentários:

da disse...

Gossip Girl here! =D

Amo d+

Vinícius*Magalhães disse...

Hã?

Mari disse...

Sabe, acho bonito a maneira como você fala do time. E mais ainda a maneira consciente que você fala dele. Eu, como Flamenguista nata, não tenho muito a dizer sobre o vasco. Mas o que eu tenho a dizer é que nós, os torcedores, somos criaturas apaixonadas. E como qualquer apaixonado, desistir não é nem uma possibilidade. Independente de qualquer crença, nós acreditamos e vibramos, e é nisso que nós devemos nos apegar. Grande beijo, Mari.

newton disse...

A culpa é do eurico HAHAHAHAHAAHA

zuando, cada 1 torce pro q ker.. eu sonho em ver o vasco se fuder + fazer oq ne...
isso td é fase.. e com sr ricardo teixeira na CBF vai ser sempre assim... so paulista ganha
dias melhores virão =)