terça-feira, 23 de junho de 2009

Sustos

Para ser sincero eu estava esperando para falar sobre isso. Vai ficar claro conforme forem lendo.

O que passei nesse último fim de semana foi algo bem alucinante. Graças a Deus está tudo bem, mas o susto vai ficar marcado. Estava com a minha namorada, o pai e mãe dela, em uma festa junina de rua. Essas festinhas são realmente boas, eu gosto pra caramba, sempre me empanturro de paçoca. Um clima bem família, tudo bem tranqüilo. Tinha até uma patrulhinha da PM, digamos que, fazendo a parte dela.
Não houve confusão nenhuma, simplesmente aconteceu. Estava ao lado de minha namorada esperando o casamento da festa acontecer quando ouvi o barulho. Ela estava sentada ao meu lado, eu estava em pé. Uma coisa meio parecida com um saquinho plástico estourando. Foi quando ela botou a mão na nuca e entrou em um desespero. Prefiro nem comentar muito esta parte porque foi realmente tenso. Dali fomos para um hospital achando que ela tinha recebido uma pedrada na cabeça. Ela foi consciente o tempo todo, falando. Depois de alguns gritos pela rua, aquela cena dela do lado da mãe falando que estava bem foi me tranqüilizando. Chegamos lá e ela foi diretamente encaminhada na emergência. Eu fiquei com o Anderson, amigo nosso, esperando enquanto os pais a acompanhava. Tudo ficou bem, ela levou 2 pontos na cabeça, passou por alguns exames e nada de realmente grave foi constado. Ainda bem que não, por que não foi uma simples pedra, foi uma bala perdida. Da onde veio não sabemos, mas a sorte é que não pegou em cheio, passou de raspão na nuca dela. Fez-se um corte onde ela levou os pontos.



Quando soube da noticia do que realmente tinha atingido ela, fiquei muito nervoso. Involuntariamente eu tremia um lado inteiro do meu corpo, muito engraçado até (agora é engraçado). Eu não sei o que passou na cabeça, eu só queria que ela ficasse bem, que não houvesse acontecido nada grave. A gente de manhã tinha brigado e eu não conseguia tirar isso da mente. Um refrão de música também não saia da cabeça, Jorge da Capadócia, do Jorge Bem Jor. Não sei explicar porque ela não saia e nem porque eu lembrei.
E pra ficar mais nervoso, não tem nem 2 meses direito que a prima dela foi assassinada brutalmente em um assalto, esperando uma filha. O fato deste sábado acordou as lembranças tristes da família dela, de todos.
Enfim, foi um puta susto que não desejo pra ninguém. Só desejo um dia poder ficar na rua sem que nada com meus próximos ocorra, um dia em que os tempos serão outros. Uma época de paz, eu desejo.

E eu estava esperando pra falar alguma coisa aqui porque minha namorada até receber alta, achava que tinha sido uma pedrada. Não queríamos que ela soubesse de nada até estar realmente bem.

11 comentários:

Dani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dani disse...

Nem fala amor, so de lembrar de tudo ja me da um frio na espinha, lembrar daquele barulho, daquela pressão na minha cabeça, de na mesma hora parecer que tudo estava em camera lenta, meio que sem entender muito, so nao queria sentir e nem que minha familia sentisse tudo oq sentimos a dois meses atras, gracas a deus nao passou de um susto e mais nada! =D

Te amo gatinho! k3

OBS: POXA BB TANTA FOTO NOSSA BONITA E VC COLOCA ESSA FOTO HORRIVEL! --'

newton disse...

é mano... cada coisa q acontece cntg...

tem hrs q vc deveria escrever 1 livro com "coisas que acontecem com o vini"..

eu nesses 16 anos de amizade ja vi vc discutir e falar sobre kolker coisa + qd me contou essa parada nem eu acreditei, e tbm como vc disse sonharia em um dia andar na rua "principalmente a noite" e n ter q ficar sempre olhando pros lados com medo de kolker marginal levar meus pertences ou ate mesmo minha vida, + acontece e q bom q aconteceu + n foi algo gravissimo e sim um susto.

bom brother tamo sempre ae, e bola pra frente ne e eskecer essas paradas pq lembrar disso nunca tras coisas boas.

abraços cara

Marcus Duarte disse...

Bah que merda isso;
Nem vou reclamar do governo e da segurança, porque isso todo mundo reclama e nada muda.
So desejo que ela melhore e felicidades para vocês..

Abraço!

Fernanda Maceira disse...

Caramba Vii, qd li isso fiquei muito assustada e imagino como deve ter sido dificil pra vc, pra Dani e pra tda a família dela... Infelizmente vivemos nessa sociedade em que nem mesmo podemos curtir uma festa de rua em paz. Força ai cara e pode contar cmg sempre que precisar.
Beijos. (:

MioneNunes disse...

eh, isso eh realmente complicado, quando me assaltaram eu tava cm meu namorado, e tipo, na hora, eu so me preocupei com ele...poxa
eh foda quando a gente vê quem a gnt gosta em perigo e nao pode fazer nada...mas pelo menos no fim deu tudo bem neh?
felicidade pra ti caara ;D

Fê, disse...

Nossa,primeiramente eu sinto muito pelo ocorrido; o que era pra ser alegre se tornou triste..mas o mais importante é que a Dani tá bem :]
Poxa,deve ter sido muito difícil para vocês.. :'(

eu não canso de dizer pra todo mundo que as pessoas de hoje não prestam e que o mundo tá perdido.Essa gente que faz isso é um atraso pra nós..são ignorantes.

Ahh,vocês tão muito fofos na foto ;D vocês são o casal perfeito.
Muito sucesso pros dois.

Maiara disse...

um susto mesmo. eu quando ouvi a história fiquei assustada, ainda bem que nada de grave aconteceu com a Dani :)
Fiquem bem meus lindos :)

Beiijos ;*

Jéssica disse...

Amigoo, Oo
estou realmente assustada agora, sempre vemos ou escutamos isso acontecer, mas nunca com alguem tão proximo .. graças a Deus está tudo bem!

ps: sempre tem alguem nos protegendo . talvez vc não tenha lembrado da musica a toa .. rs

te amo amigo, se precisar sabe que pode chamar ;)

Aline disse...

Eu recomendaria vocês se benzerem, acenderem umas velinhas e coisas assim. Já ajuda a dar alguma paz de espírito.

Espero que tudo melhore. ;)

Rafaela Kley disse...

Que horrível isso tudo! Lamentável o quanto a violência tá invadindo o dia a dia das pessoas.
Que bom que tua namorada está melhor e que nada de mais grave aconteceu com ela!