quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Um longa chamado Amor.


Agora a intenção é tentar ver como vai ser o amanhã, seguir em frente e prosperar novos rumos. Está tudo exatamente igual, o filme começa e você já o viu, tem a mesma sensação ruim e angustiante. O que muda mesmo, não importa quantas vezes você vá assistir, é o final. Não somos livres de sentimentos, mas o cansaço e a descrença te fazem crer que a melhor coisa que você poderia ter feito era sair antes que ele começasse. Deixaria de ver os mesmos erros, evitaria os novos, deixaria de aprender ou reforçar a matéria, as anotações. Mas por causa dos sentimentos, você comprou outro bilhete para ver uma inédita reprise.
O que você sente ao ver o filme agora? Raiva, ódio, decepção? Sim, um pouco de cada um. Teu olhar agora está mais critico do que da primeira vez, você consegue enxergar erros de direção, o roteiro parece ser o mesmo, contudo alguma coisa está escondida. Presta mais atenção nas atuações dos atores, acaba percebendo que não há mais sintonia entre eles, cenas de amor ficam esporádicas, perdem a sinceridade e tudo não passa de, como é de fato, uma ilusão.
Ao sair da sala você começa a querer saber como vai ser a continuação, se houver. Imagina também um novo filme, tudo reestruturado. Imagina como vai ser o amanhã com a certeza de que não se deve ver o mesmo filme em um curto espaço de tempo. Lição aprendida. Toda reprise tem seu momento. Se o filme realmente, apesar dos apesares, tiver sido bom, será reexibido. E o melhor de tudo: corrigido.
E chegando quase na esquina, antes de deixar o cinema para trás você da uma última olhada no letreiro e lê os dizeres: EM EXIBIÇÃO – O AMOR. Pensa em um dia voltar, mas com a mente mais “ensinada”.

6 comentários:

loreena disse...

Nossa,adorei..filosofou heiin miguxo.

Jéssica disse...

- ate eu parei para refetir sobre .. rs
um dia vou querer um post sobre mim tambem .. ahsuahsuahsuhsa

Nathi disse...

Cara, fiquei impressionada com tantas verdades que as vezes a gente nem presta atençao,adorei a comparaçao do amor com um filme.

Fernanda disse...

Viih, adorei o texto. Acho mais ou menos isso também, mais tem duas coisas que você não deve esquecer: esse filme já te fez viver momentos inesquecíveis e pode ter certeza que te ensinou muito.

((:

Laari disse...

Olá, obrigada por me seguir ;], To seguindo você tbm ..
Bjnhoos:*
http://meumundoloove.blogspot.com/

MariihRocha *-' disse...

Oie, passando pra dizer que estou te seguindoo*
Se poder dá uma visitada no meu blog e me segue tambem :

www.life-viciosmanias.blospot.com

Beijinhoos, e parabens pelo blog e textos...